Perguntas frequentes

O que é toxicologia?

A toxicologia é uma área interdisciplinar que exige conhecimentos em química, biologia, farmacologia e medicina. A toxicologia estuda os efeitos adversos de substâncias químicas sobre os organismos vivos.

 

O que são toxinas?

Toxinas são substâncias químicas, originadas na natureza ou manufaturadas pelo homem, capazes de causar danos a organismos vivos.

 

O que são toxinas ambientais?

Chamamos de toxinas ambientais quaisquer substâncias presentes no ambiente que sejam capazes de provocar danos à saúde de seres vivos, seja através da ingestão, inalação ou absorção. 

 

O que são substâncias sintéticas?

Substâncias sintéticas são produzidas quimicamente, ou seja são substâncias manufaturadas cujos componentes ativos não são encontrados naturalmente na natureza. A grande maioria dos medicamentos são sintéticos, assim como os aditivos alimentares e compostos usados em cosméticos.

 

Quais os efeitos do contato com toxinas?

Os efeitos das toxinas variam extensamente em organismos diferentes, e com toxinas diferentes. Estes efeitos podem variar desde alergias leves e mal estar até a morte, tudo vai depender do dano que causarem nas diferentes células do organismo em questão. 

Outro fator importante para que uma substância exerça toxicidade considerável, e assim seja considerada uma toxina é a dose. 

A frequência do contato com uma dada toxina também irá interferir nos efeitos desta sobre as células de um organismo.

 

Quais as principais doenças relacionadas com toxinas ambientais?

Qualquer enfermidade pode ser agravada por toxinas, porém muitas substâncias existentes em objetos e produtos que nos cercam também são capazes de causar enfermidades.

São muitos os problemas de saúde causados ou agravados por químicos tóxicos provenientes do nosso estilo de vida industrializado, eis alguns exemplos: 

 * Transtornos de déficit de atenção/hiperatividade, autismo, dificuldades de aprendizagem;

 * Ganho de peso e dificuldades em emagrecer;

 * Diabetes;

 * Alergias, asma, eczema;

 * Câncer;

 * Infertilidade;

 * Leite materno escasso ou contaminado;

 * Baixa contagem de espermatozoides;

 * Depressão;

 * Fadiga crônica;

 * Sensibilidades químicas;

 * Doenças cardíacas;

 * Esclerose múltipla, doença de Parkinson, doença de Alzheimer;

 * Doenças de tiroide e outras doenças hormonais;

 * Doença inflamatória intestinal, entre muitas outras.

 

Quais os fatores que podem influenciar na toxicidade de uma substância química?

A relação entre a dose e seus efeitos sobre o organismo exposto é de grande importância na toxicologia. Fatores que influenciam a toxicidade química incluem a dosagem, via de exposição, espécie, idade, sexo, meio ambiente, e também a saúde geral do organismo antes do contato com a toxina.

 

Existe uma estimativa média de quantas toxinas que uma pessoa comum entra em contato diariamente?

O número de toxinas a que uma pessoa se expõe depende muito de seus hábitos, sexo, idade, onde mora, ocupação, etc. Mas estima-se que pessoas vivendo em países industrializados entram em contato com milhares de químicos potencialmente tóxicos todos os dias!

Um cigarro por exemplo, possui em média 600 tipos de substâncias químicas, mas quando queimado produz mais de 7000 químicos, dos quais 69 são comprovadamente cancerígenos (dados da American Lung Society).

Pesquisadores dos EUA relatam que um em cada oito dos 82 000 ingredientes usados em cosméticos e produtos para cuidados pessoais são químicos industriais, o que inclui carcinógenos, pesticidas, toxinas reprodutivas e disruptores hormonais.

De acordo com o U.S Department of Health and Human Services a cada ano, cerca de 2000 novas produtos químicos entram no mercado, e esta estimativa aumenta a cada ano. 

 

Onde podem ser encontradas toxinas prejudiciais á saúde?

Nos dias de hoje são encontradas toxinas capazes de causar danos à saúde de seres humanos (e animais) em alimentos, na água potável, no ar, em cosméticos, em móveis e eletrodomésticos, em produtos de limpeza, utensílios domésticos, roupas, combustíveis, e em uma diversidade de produtos e utensílios com os quais entramos em contato diariamente.

 

É verdade que são as crianças as mais suscetíveis às toxinas?

Sim, as crianças são mais sensíveis à toxinas do que adolescentes e adultos, e quanto mais jovens maior a sensibilidade. 

A vulnerabilidade infantil à toxinas se deve por diversos fatores, eis alguns deles:

 * Os órgãos de uma criança estão em desenvolvimento, portanto seu sistema de detoxificação e excreção não estão completamente formados, o que causa uma maior permanência e maiores danos causados por toxinas;

 * Nas crianças a hematoencefálica não está totalmente desenvolvida, esta estrutura compõe o sistema nervoso central que impede a passagem de produtos químicos entre a corrente sanguínea e o tecido neural;

 * Crianças respiram mais ar, bebem mais água, e comem uma maior quantidade de alimento por grama de peso corporal do que os adultos, por isso, se a água, o ar ou alimentos estiverem contaminados são as crianças que terão mais toxinas entrando (e permanecendo!) em seus corpos. 

 

Nos dias de hoje as crianças estão expostas a um número cada vez maior de toxinas ambientais, e muitas das quais não foram testadas para a sua possível toxicidade, especialmente em crianças. Por isso, devemos ser especialmente cuidadosos para proteger as crianças destas toxinas.

 

Quais os benefícios para a saúde quando há uma redução do contato com toxinas?

Mesmo que não existam problemas de saúde aparentes, a redução do contato com toxinas ambientais tem um papel muito importante na prevenção de muitas doenças como o câncer e problemas endócrinos.

De toda a forma, quando existe uma redução no contato com substâncias prejudicais à saúde, o corpo passa a funcionar melhor, pois o corpo usa menos energia para a detoxificação e eliminação de toxinas. Assim, ocorre um notável aumento na energia, no bem estar e na disposição. 

Pode ocorrer também uma melhora na aparência, ou seja, melhora na qualidade da pele e cabelos, redução de olheiras e acne, assim como outros problemas de pele. 

 

Quais os efeitos das misturas (coquetéis) de substâncias químicas nos organismos vivos?

O efeito de uma toxina individual pode ser aumentada ou modificada se for combinada com uma outra substância. Todos os dias estamos expostos a um coquetel de produtos químicos, e ninguém sabe ao certo seus efeitos. 

Os efeitos dos coquetéis variam muito de acordo com a composição da mistura, quantidades, o meio em que é difundida, espécie em questão, via de exposição, etc. Os efeitos da maioria das misturas de toxinas que ocorrem em um prato de comida (por exemplo: pesticida, conservante, corante) são largamente desconhecidos por falta de estudos nesta área. Ou seja, a nossa sociedade não sabe ao certo quais as consequências da maioria das misturas de substâncias químicas, tanto na saúde humana e animal quanto no meio ambiente. 

 

Quais as principais consequências socio-ambientais do uso indiscriminado de agrotóxicos?

O uso indiscriminado de agrotóxicos acarreta na contaminação dos alimentos e de corpos d’água superficiais e subterrâneos incluindo lençóis freáticos; causam o empobrecimento do solo e mortalidade de aves, peixes, mamíferos e insetos;  fomentam o surgimento de pragas resistentes aos agrotóxicos; causam intoxicação humana e animal, e sérios riscos para a saúde publica.

 

Quais as consequências do uso de agrotóxicos para a saúde humana? 

Agrotóxicos são venenos e não afetam apenas as “pragas” a que são direcionadas. Por se tratarem de substâncias tóxicas (muitas neurotóxicas) a exposição à pesticidas pode causar uma série de efeitos na saúde humana, desde problemas respiratórios ao câncer.

O consumidor dos produtos produzidos com agrotóxicos sofre com a redução na sua saúde e bem estar, em um primeiro momento. Mas com o passar dos anos, o consumo de alimentos contendo agrotóxicos é um fator de risco para o aparecimento de uma série de doenças bastante graves e comuns nos dias de hoje.

Dentre os mais afetados estão os agricultores e silvicultores que tem contato direto com agrotóxicos, e as populações vivendo perto de áreas de produção agrícola convencional. A exposição também pode ocorrer através do tratamento da madeira com conservantes, no tratamento de barcos com agentes anti-incrustantes, e no tratamento de gado com preparações antiparasitárias, por exemplo.

 

É verdade que pesticidas são usados em cosméticos e produtos de higiene pessoal?
Quais os mais usados?

Existem resíduos de agrotóxicos, incluindo pesticidas, em muitos ingredientes usados em cosméticos, como óleos, ceras vegetais, e produtos de origem animal como mel e leite. Mas também existem defensivos agrícolas colocados propositalmente em produtos de higiene pessoal por causa da sua ação bactericida, fungicida e ou repelente de insetos. Um pesticida muito usado em itens de higiene pessoal é o triclosan (banido na UE e EUA), presente em cremes dentais, sabonetes, shampoos, perfumes e outros produtos vendidos no Brasil.

Outro exemplo de pesticida encontrado em cosméticos é o hexaclorofeno (também banido nos EUA), usado como desinfetante em sabões, óleo de banho e detergentes. Mas em lavouras age como fungicida, bactericida e acaricida. 

Leia o rótulo dos produtos no seu banheiro, pois as chances são grandes de você encontrar essas toxinas como ingredientes ativos nos seus produtos de higiene pessoal. 

Mesmo depois da comprovação de que certas substâncias causam danos para a saúde humana estas continuam no mercado, por quê?

Apesar da existência de milhares de artigos acadêmicos mostrando a ligação da nossa exposição à químicos tóxicos e uma ampla gama de enfermidades, a difusão destas informações é lenta e muitas vezes ausente. No Brasil, existe uma lacuna muito grande entre ciência e legislação, assim como pouco interesse dos governantes por leis mais rígidas aliado à falta de apelo da população por leis mais rigorosas. 

O único meio de nos protegermos de toxinas prejudiciais é buscando a informação!

 

O que são disruptores endócrinos?

O termo disruptor ou perturbador endócrino refere-se à substâncias que, mesmo em doses ínfimas, interferem na ação de hormônios e no equilíbrio hormonal. Os hormônios são mensageiros químicos do corpo, e são necessários para regular uma série de funções, como por exemplo o crescimento e funções reprodutivas.

Um dos maiores problemas relacionados com os efeitos endócrinos de certas toxinas é que estas agem mesmo em concentrações muito baixas. Os efeitos dos químicos no equilíbrio hormonal pode causar: 

 * Redução da qualidade do sêmen com consequente diminuição da fertilidade;

 * Malformação nos genitais; 

 * Cancro testicular e de próstata;

 * Puberdade precoce;

 * Aparecimento de cistos nos ovários e anomalias do útero;

 * Câncer de mama;

 * Complicações na gravidez e abortos;

 * Diminuição da fertilidade;

 * Diabetes e obesidade;

 * Distúrbios neurológicos, especialmente distúrbios no desenvolvimento;

 * Doenças degenerativas do cérebro, como a doença de Parkinson;

 * Hiper ou hipotireoidismo e tumores de tireoide.

 

Quais são os grupos humanos mais expostos à químicos tóxicos?

Todos nós estamos expostos à químicos tóxicos, mas existem grupos que recebem uma carga muito maior devido aos seus hábitos ou suas ocupações. Vejamos alguns exemplos abaixo. 

Dentre outros grupos humanos, produtores rurais e populações que moram perto de locais onde existem lavouras que utilizam agrotóxicos são bastante afetados por estas toxinas. Este grupo está propício a desenvolver diversos tipos de câncer inclusive câncer infantil, doenças de pele e respiratórias, baixa fertilidade em ambos os sexos e dificuldades em conceber, depressão e altos índices de suicídios, entre outros problemas.

Outro grupo bastante afetado por toxinas, são os frequentadores assíduos de salões de beleza, assim como seus funcionários. Este grupo frequentemente apresenta problemas de saúde relacionados com químicos tóxicos utilizados neste setor. Em salões de cabelereiro utiliza-se uma ampla gama de produtos, incluindo corantes capilares, solventes, alisadores, e descolorantes. Ao passo que os produtos utilizados para manicure possuem ingredientes como tolueno, plastificantes, formaldeído e uma série de corantes artificiais.

A grande maioria dos produtos utilizados em salões de beleza contém ingredientes potencialmente tóxicos, que irão afetar a saúde dos que ali permanecem, de uma forma ou de outra. O tolueno por exemplo, um solvente industrial amplamente utilizado em salões de beleza, se inalado durante a gravidez pode levar ao atraso no crescimento fetal, parto prematuro e malformações congênitas. 

Não é necessário deixar de exercer funções, mudar de cidade ou evitar salões de beleza, pois existem meios de minimizar a exposição à toxinas danosas à saúde. A Verti Consultoria foi criada para isso: auxiliar na redução de toxinas prejudiciais! Entre em contato conosco, teremos prazer em ajudar.

Qual a diferença entre toxicidade aguda e crônica?

A toxicidade aguda se refere a efeitos nocivos ou letais após um único episódio de ingestão, inalação ou contato com a pele. Neste caso, os sintomas são evidentes logo após a exposição ou podem surgir dentro de 48 horas. Eles podem se apresentar como:

 * Irritação no trato respiratório;

 * Dor de garganta e/ou tosse;

 * Sensibilização alérgica;

 * Irritação ocular e/ou cutânea;

 * Náuseas, vômitos, diarreia;

 * Dor de cabeça e perda de consciência;

 * Fraqueza extrema, convulsões e/ou morte.

A toxicidade a longo prazo (ou crônica), refere-se à doses menores e repetidas. Por exemplo, pesticidas podem causar efeitos nocivos durante um período prolongado, após a exposição repetida ou contínua em níveis baixos. Doses baixas nem sempre causam efeitos imediatos, mas ao longo do tempo podem causar doenças muito graves.

A exposição a longo prazo aos pesticidas tem sido associada com:

 * Desenvolvimento da doença de Parkinson;

 * Asma;

 * Depressão e ansiedade; 

 * Câncer, incluindo leucemia e linfoma não-Hodgkin; 

 * Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), autismo, entre outros.

 

O que significa a palavra Verti?

Verti vem do latim e significa mudança de direção/rumo.

 

Tenho casos de câncer na família e existem produtos tóxicos que podem influenciar no aparecimento do câncer, mas não sei como fazer para me proteger. Por onde devo começar?

A prevenção de doenças como o câncer é a chave para evitar que ocorram, e está comprovado que muitas toxinas desencadeiam esta e outras doenças. Mas existem meios para evitar toxinas, um deles é através da mudança de hábitos. Eis algumas dicas:

 * Leia os rótulos dos produtos e evite comprar os itens com muitos ingredientes controversos;

 * Informe-se sobre quais toxinas são mais prejudiciais à saúde e evite-os ao máximo. Inscreva-se na lista de e-mails da Verti Consultoria para receber dicas de como se proteger;

 * Para informações mais específicas ao seu caso entre em contato conosco. 

Email: consultoria.verti@gmail.com

Tel: +55 (51) 9 9662 1344 (WhatsApp)

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2020 por Verti Consultoria

Toxicologia - Saúde - Meio Ambiente