• Verti Consultoria

20 Coisas Que Você Pode Estar Esquecendo de Desinfetar

Atualizado: Set 10



A pandemia está mudando nossos hábitos, e a esta altura dos acontecimentos você deve estar fazendo tudo (ou quase tudo!) certo para prevenir o contágio do novo coronavírus. Mas mesmo assim ainda podem existir coisas e situações em que o contágio pode ocorrer. Em uma situação em que você chegou em casa e não sabe onde suas crianças tocaram antes que você pudesse desinfetar suas mãos, ou no caso de você chegar em um local de trabalho compartilhado e não sabe se este está contaminado. Portanto, para garantir que você mantenha sua casa ou local de trabalho, limpos e livres de microorganismos que possam causar infecções (entre eles o COVID-19), veja a seguir objetos e superfícies que podem ser facilmente esquecidos na hora da desinfecção:


  1. Puxadores. Tanto na sua casa como no ambiente de trabalho existem muitos puxadores para portas, armários, fornos, máquinas de lavar, e gavetas que são pontos de mais contato, ou seja, é ali que as pessoas colocam suas mãos, e por isso devem ser limpos com freqüência.

  2. Botões. Cafeteiras, TVs, computadores e outros eletroeletrônicos são objetos usados diariamente, e possuem botões ou controles remoto que podem abrigar microorganismos causadores de doenças. Se você tem crianças em casa, a limpeza de rotina deve incluir uma boa desinfecção nos controles remoto, já que crianças tendem a colocá-los na boca.

  3. Teclados. Tanto de computadores, quanto elevadores, ou do alarme de casa…enfim, quaisquer painéis de controle ou teclados são conhecidos por serem veículos de disseminação de microorganismos nocivos. Portanto, desinfete-os com algum desinfetante adequado e não corrosivo, mas certifique-se de secá-los para evitar que a humidade venha a prejudicar seu funcionamento.

  4. Torneiras. Você toca nas torneiras antes e depois de lavar bem as mãos, certo!? Então, se as torneiras não estiverem limpas, seu esforço de lavar suas mãos por 20 segundos irá por água abaixo, literalmente! 

  5. Corrimãos. Estes são bastante conhecidos por abrigar microorganismos nocivos, especialmente em locais com muita circulação de pessoas, por isso nunca devem ser esquecidos na hora da desinfecção.

  6. Telefones. Tocamos dezenas de vezes nos nossos telefones celulares, colocamos eles sobre superfícies e em locais que podem estar contaminados, muitas vezes atendemos o telefone com pressa, sem estar com as mãos limpas… Por isso, seu telefone merece uma desinfecção frequente, mas não use nada corrosivo. Na falta de algo mais específico, use um pano úmido em água e sabão. 

  7. Pegadores e molduras de janelas, portas e portões. Estes são objetos que tocamos diariamente, e portanto precisam de um cuidado especial com relação à higiene, especialmente as maçanetas das portas e portões de entrada…e não esqueça de incluir as molduras na desinfecção.

  8. Tapetes e capachos. Devem ser limpos frequentemente, especialmente aqueles em que você pisa com os calçados utilizados na rua.

  9. Calçados. Melhor se forem desinfetados sempre que forem usados em locais com grande circulação de pessoas, ou seja, fora de casa. Outra opção é trocar os calcados ao chegar em casa ou no local de trabalho, e manter os calçados sujos em um saco ou sacola plástica.

  10. Lixeiras. Pode parecer óbvio, mas retirar o lixo, sem desinfetar a lixeira por dentro e por fora pode estar fazendo das lixeiras perto de você um ponto de contágio.

  11. Garrafa d’água. Se você, como eu, tem uma garrafinha d’água (de vidro ou metal) sempre com você. Lembre-se de desinfetá-la sempre que for colocada em alguma superfícies cuja higiene seja duvidosa! Porque depois disso ela vai parar na sua bolsa, ou mochila e lá irá contaminar outros objetos. Cuidado também quando for enchê-la, para que o bico da garrafa não toque a torneira.

  12. Dedos dos pés. Estamos todos obcecados por lavar as mãos, mas quase ninguém comenta sobre a higiene dos pés no caso de pessoas que utilizam calçados abertos em locais públicos. Saiba que se você caminhar por aí com uma sandália, o ideal é que você lave muito bem seus pés ao chegar em casa e escove suas unhas com água e sabão. Se isso não for feito, seus dedos podem espalhar infecções, como o novo coronavírus, em assoalhos, tapetes, sofás, lençóis…

  13. Sacolas reutilizáveis. Acho bem mais prático ter várias sacolas de pano e lavá-las após o uso, do que chegar em casa com dezenas de sacolas de plástico que podem estar contaminadas e não podem ser colocadas na máquina de lavar roupas. As sacolas plásticas também tem vários vincos bem na parte em que colocamos as mãos, o que dificulta muito a desinfecção. Lembre-se que o COVID-19 pode sobreviver por dias em superfícies secas. Assim como você coloca para lavar a roupa que você utilizou fora de casa, faça o mesmo com suas sacolas de pano, isso além de ser mais prático, é mais seguro e higiênico.

  14. Embalagens de alimentos (tele-entrega). Já sei, você desinfeta tudo o que você comprou no supermercado quando chega em casa, mas e quando chega a comida de tele-entrega? Então, não esqueça de desinfetar as embalagens de tele-entrega, mesmo que estas sejam descartadas quase que imediatamente. Estudos mostram que o coronavírus pode sobreviver por 24h ou mais em papelão. Portanto, se suas embalagens forem manuseadas por pessoas responsáveis pela limpeza e saneamento ou por catadores, seu lixo pode contaminá-los.

  15. Seus óculos de sol ou grau. Quantas vezes você ajeita, ou tira e põe seus óculos durante o dia!? Você tem certeza de que faz isso sempre com as mãos bem limpas? Pois, é! Por isso, seus óculos de sol ou grau merecem uma desinfecção frequente e seus estojos também!

  16. Bolsas, carteiras, pastas e mochilas. São objetos que sempre carregamos conosco e estão tão expostos a contaminação quanto nossas roupas, mas geralmente não podem ser lavados na máquina de lavar. Então, desinfete-os após o uso com álcool liquido 70% em uma garrafa spray e seque-os imediatamente com um pano úmido.

  17. Chaves, cartões de crédito, e documentos de identificação. Desinfete-os sempre após serem utilizados. Se você optar por desinfetá-los mais tarde quando chegar em casa, não esqueça de desinfetar também a carteira ou bolso em que foram colocados! 

  18. Porta chaves, porta-moedas, porta celular… Estas vasilhas que deixamos perto da porta de entrada, onde deixamos certas coisas menores dentro quando chegarmos em casa não podem ser esquecidas na hora da desinfecção. Estes recipientes costumam ser um reduto de microorganismos, e podem contaminar outros objetos e também você.

  19. Veículos. Carros, motos e outros meios de transporte, principalmente quando divididos podem sem um meio de contágio, portanto certifique-se de que tanto trincos, painéis, bancos, botões, porta luvas, console e volante sejam mantidos limpos.

  20. Utensílios de limpeza. Você tem o costume de higienizar panos, esponjas, luvas de limpeza, baldes, vassouras…? Pois bem, se você não faz isso esta é uma boa hora para criar este hábito. Apesar de o novo coronavírus não ser capar de sobreviver por muito tempo em superfícies húmidas, utensílios de limpeza guardados sujos e mantidos úmidos por muito tempo costumam deixar microorganismos se proliferar. Outra coisa, saiba que se você utilizar um pano não tão limpo para desinfetar algo com água sanitária (por exemplo), sua desinfecção não será eficiente, porque o cloro livre irá se ligar à matéria orgânica já presente no pano. Leia mais sobre isso aqui.

Espero que esta reportagem seja útil e ajude a manter sua casa e local de trabalho livres de infecções! Preserve sua saúde fazendo sempre que possível uma limpeza "verde"! Saiba mais sobre isso aqui.


Precisa de ajuda? Oferecemos consultoria online sobre estilo de vida livre de toxinas. Entre em contato para obter mais informações.


78 visualizações

Fale conosco!

Email: consultoria.verti@gmail.com

Tel: +55 (51) 996621344 (WhatsApp)

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2020 por Verti Consultoria

Toxicologia - Saúde - Meio Ambiente