• Verti Consultoria

Como Usar Água Sanitária Contra a COVID-19

Atualizado: Set 10

Na hora de usar a água sanitária para a desinfecção muitas pessoas tem dúvidas. Outras tantas não usam estes produtos corretamente, o que pode reduzir a eficiência da desinfecção. Isso pode significar um risco que muitos estão correndo sem nem mesmo saber.

As soluções feitas com cloro têm uma atividade desinfetante de largo espectro, contra uma grande variedade de microrganismos, desde vírus a protozoários. Por ser mais econômico, o cloro pode ser preferido na hora da desinfecção, especialmente de pisos e outras superfícies. Mas para ser efetivo deve ser usado corretamente!

As orientações abaixo têm como principal objetivo informar sobre a utilização correta da água sanitária, que por sua vez tem como ingrediente ativo o cloro, na prevenção e controle de infecções (incluindo a COVID-19).


Como o cloro age na desinfecção

Ao fazermos uma desinfecção com cloro em casa, geralmente utilizamos o hipoclorito de sódio (NaOCl), ou água sanitária. O hipoclorito de sódio quando entra em contato com a água forma o ácido hipocloroso (HOCl), que tem a capacidade de destruir uma enzima essencial à vida: a triosefosfato di-hidrogenase, e é desta forma que o cloro danifica os microorganismos. Mas apenas o cloro livre é capaz de causar danos a microorganismos e assim agir como um desinfetante. Portanto, quando o cloro livre liga-se a outras moléculas presentes no ambiente ele perde seu poder oxidante, e essa é uma das razões do porque devemos preparar a solução de água sanitária desinfetante diariamente!


4 Dicas para usar produtos com cloro corretamente

1) A primeira coisa que devemos pensar ao adquirir produtos com cloro é a sua concentração. Em geral, a concentração comercial da água sanitária é de 2% e 2,5% de cloro ativo. A água sanitária precisa ser diluída em água potável para gerar o ácido hipocloroso (HClO), que é o agente desinfetante que combate o coronavírus e outros microorganismos.

2) Ao comprar água sanitária, verifique se existe no rótulo as seguintes informações: número de registro no Ministério da Saúde, nome e endereço do fabricante, nome do produto, data da fabricação e prazo de validade. Se estas informações não estiverem listadas desconfie da procedência do produto!

3) Para que a sua solução desinfetante funcione a empresa fabricante deve ser confiável, pois a concentração citada no rótulo do produto precisa estar correta e o produto não pode ter sido adulterado. Estas duas hipóteses podem afetar a eficácia da sua solução com cloro e colocar você em risco.

4) As soluções feitas com cloro (assim como com outros desinfetantes!) perdem a eficácia na presença de matéria orgânica (sangue, terra, resíduos de alimentos, etc). Por isso, em superfícies muito sujas (com muitos resíduos orgânicos) é recomendada a limpeza com detergente e água antes da aplicação do desinfetante. Caso contrário a sua desinfecção será parcial.


Como preparar soluções desinfetantes com água sanitária

As soluções de cloro não devem ser usadas para a higiene das mãos de rotina, uma vez que acabarão danificando a pele. Em último caso, quando água e sabão, ou álcool 70% não estiverem disponíveis faça uma solução com 0.05% de cloro para a desinfecção das mãos da seguinte forma:


  • Misture 25 mL de água sanitária (concentração de cloro de 2 a 2.5%) em 975 mL de água potável. Não precisa ser muito exato, mas faça o melhor que puder.

  • Para medir a água sanitária e a água potável use recipientes com o volume conhecido. 1 colher de sopa é o equivalente a 15 mL e 1 colher de chá tem 5 mL. Então, na falta de medidas mais exatas, se você usar 2 colheres de sopa quase cheias de água sanitária colocadas em uma garrafa de um litro, e depois completar com água potável até chegar ao volume total de 1 litro você vai ter sua solução desinfetante eficiente para desinfetar as mãos!

Lembre-se, a receita anterior é para ser usada apenas em último caso para desinfetar as mãos. Agora vamos à receita para uma solução desinfetante com cloro 0.5% (para superfícies e objetos):

  • Misture 250 mL de água sanitária com 750 mL de água. A proporção é de 1 parte de água sanitária para 3 partes de água potável. Então, se você usar como medida um copo por exemplo, misture 1 copo de água sanitária com mais 3 copos de água potável (usando o mesmo copo).

Atenção para os seguintes detalhes importantes:

  1. Agite a sua solução desinfetante antes de usar e mantenha-a em um frasco fechado e escuro, e longe da luz e do calor. O calor e a luz reduzem a capacidade desinfetante da sua solução, pois degradam o cloro. O frasco deve ser fechado porque o cloro é volátil e evapora.

  2. As soluções de cloro devem ser preparadas diariamente, uma vez que são instáveis e tem sua capacidade desinfetante reduzida com o passar do tempo.

  3. Sempre use água limpa (potável) para preparar sua solução desinfetante. Se a água que você usar tiver matéria orgânica diluída a capacidade de desinfeção da sua solução será bem menor.

  4. Sempre etiquete a suas soluções! Escreva no frasco o seu conteúdo e a data. Isso evita acidentes e também evita que você use uma solução desinfetante antiga e ineficaz.

  5. Nunca use água sanitária (hipoclorito de sódio) não diluída direto na pele, pois irá lhe causar no mínimo uma irritação.

  6. Como o cloro tem a capacidade de danificar a pele e outros tecidos, sempre use luvas ao manusear produtos com cloro e mantenha-os longe do alcance de crianças e animais domésticos.

  7. Adote certos utensílios para fazer a sua solução desinfetante de cloro e use sempre os mesmos. Não use estes utensílios para outros fins, por exemplo: não beba no copo onde acabou de medir água sanitária! Se você necessitar usar utensílios de louça, vidro ou metal para medir água sanitária e depois usar na sua cozinha, lave-os muito bem antes de usá-los. Já utensílios de plástico em contato com cloro nunca devem ser usados para outros fins, pois o cloro se liga facilmente a certos tipos de plástico.

  8. Lembre-se que produtos com cloro são corrosivos e podem danificar superfícies de metal.

  9. As soluções com cloro NUNCA devem ser misturadas com outros produtos de limpeza, uma vez que o cloro pode reagir violentamente com outras substâncias químicas, o que pode causar uma intoxicação.


A toxicidade do cloro

O cloro não é apenas tóxico para microorganismos nocivos, nós seres humanos também podemos ficar intoxicados com cloro. Por isso, ao manusear qualquer produto com cloro, procure se proteger usando luvas impermeáveis e pano (ou máscara respiratória) quando manusear estes produtos não diluídos.

Nunca misture água sanitária com vinagre, ácido muriático ou qualquer outro produto de limpeza, pois pode haver a liberação de gases bastante prejudiciais à saúde.


O que fazer em caso de acidentes com produtos contendo cloro

Em caso acidentes, siga as seguintes orientações:

  • Contato com a pele: sempre use luvas ao manusear produtos com cloro. Se alguma solução contendo cloro entrar em contato com a pele e causar vermelhidão, queimaduras ou coceira lave a área atingida em água corrente por 10 a 15 minutos. Se os sintomas não regredirem procure um dermatologista.

  • Contato com os olhos: lave em água potável e corrente por cerca de 10 a 15 minutos. Se depois disso você sentir irritação ou sentir seu olhos embaçados procure um oftalmologista.

  • Inalação: se o cloro for utilizado em local fechado você poderá sentir mal estar, dores de cabeça, e falta de ar. Por isso, procure não permanecer em locais mal arejados onde alguma solução contendo cloro tenha sido aplicada recentemente.

  • Ingestão: em caso de ingestão de algum produto com cloro provocar vômitos não é a melhor alternativa. O recomendado é comer clara de ovo ou gelatina líquida, e procurar um médico.

Efeitos do cloro no meio ambiente

Se você usa produtos com cloro sem pensar o que acontece com ele depois que vai embora pelos canos de esgoto da sua casa, pense novamente. O cloro é especialmente nocivo para os organismos que vivem na água e também no solo. Estudos laboratoriais mostram que o contato repetido com o cloro pode afetar o sistema imune, o sangue, o coração e o sistema respiratório dos animais. Por isso, use o cloro com sabedoria! Use apenas a quantidade necessária, e as sobras da sua solução com cloro devem ser expostas ao sol (se possível) ou deixado em recipiente aberto por algumas horas antes do descarte, para permitir que o cloro degrade. Assim você evita poluir o meu ambiente e protege os outros seres dos resíduos de cloro.


Referências:

Precisa de ajuda? Oferecemos consultoria online sobre estilo de vida livre de toxinas. Entre em contato para obter mais informações.


35 visualizações

Fale conosco!

Email: consultoria.verti@gmail.com

Tel: +55 (51) 996621344 (WhatsApp)

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2020 por Verti Consultoria

Toxicologia - Saúde - Meio Ambiente